Mandetta rejeita isolamento vertical e pode ser demitido

Ministro da Saúde rejeitou a proposta de Jair Bolsonaro de isolar apenas as pessoas idosas e com doenças respiratórias

Jair Bolsonaro e o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta,  durante Videoconferência com a Frente Nacional de Prefeitos - FNP.
Jair Bolsonaro e o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante Videoconferência com a Frente Nacional de Prefeitos - FNP. (Foto: Isac Nóbrega/PR)

247 – O ministro Luiz Henrique Mandetta disse a aliados que vai manter seu posicionamento no sentido de recomendar que se mantenha o isolamento social generalizado, e não, “vertical”, ou seja, só de idosos e pessoas com doenças preexistentes, como defendeu Jair Bolsonaro, segundo informa o site BR Político.

De acordo com esses interlocutores, se Bolsonaro exigir que o Ministério da Saúde reveja seu posicionamento, ele pode até mesmo deixar o cargo. Mas, por ora, a disposição do ministro é permanecer no posto, aponta ainda a reportagem. 

Nesta manhã, Jair Bolsonaro disse que pretende acabar com o isolamento total, recomendado pela Organização Mundial de Sáude.

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247