Márcio Jerry promete não dar trégua a Moro na Câmara

Deputado que também assinou requerimentos de convocação para o ministro da Justiça critica o cancelamento de sua ida marcada para o dia 26, para atender a um convite. "Convites já aprovados em Comissões podem ser transformados em convocação caso ele insista em não marcar a data de comparecimento", diz o parlamentar

(Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)

247 - Após cancelamento da ida do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, à Câmara dos Deputados, o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA) prometeu não dar trégua ao ministro. A presença de Moro foi requisitada por meio de convite para que Moro explicasse aos deputados os vazamentos de mensagens trocadas entre ele e integrantes da força-tarefa da Lava Jato publicados pelo site The Intercept.

“Ministro Sérgio Moro terá que ir à Câmara dos Deputados prestar esclarecimentos. Convites já aprovados em Comissões podem ser transformados em convocação caso ele insista em não marcar a data de comparecimento”, afirmou Jerry em seu Twitter.

A presença do Moro era esperada após um acordo ter sido selado entre presidentes de quatro Comissões da Casa – Constituição e Justiça e de Cidadania, Direitos Humanos e Minorias, Fiscalização Financeira e Controle e Trabalho, de Administração e Serviço Público – e o líder do Governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO). 

A agenda do ministro foi modificada no último sábado (22), com a justificativa de que representantes do Governo fariam uma visita aos “principais órgãos de segurança e inteligência” dos Estados Unidos. Já o procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol viajou ao Michigan, como convidado, para uma palestra. Amanhã (25), o editor The Intercept Brasil, jornalista Glenn Greenwald, falará, às 15 horas, sobre a atuação de juízes e procuradores brasileiros na Comissão de Direitos Humanos.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247