Marco Aurélio não homologa acordo de Onyx com PGR

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Marco Aurélio Mello, não assinou o acordo de não persecução penal assinada por Onyx Lorenzoni e a Procuradoria-Geral da República. Marco Aurélio diz que esse caso deve correr na Justiça Eleitoral, tal como a Justiça já decidiu, e por isso a proposta deve ser enviada para lá

Ministro Marco Aurélio durante sessão extraordinária do STF. (04/03/2020)
Ministro Marco Aurélio durante sessão extraordinária do STF. (04/03/2020) (Foto: Carlos Moura/SCO/STF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Marco Aurélio Mello não assinou o acordo de não persecução penal assinada pelo ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e a Procuradoria-Geral da República. O ministro afirmou que esse caso deve correr na Justiça Eleitoral.

Marco Aurélio afirmou na decisão que, mesmo havendo um recurso contra o envio do processo contra Onyx ao primeiro grau pendente de julgamento, por enquanto o que vale é o pronunciamento de incompetência do STF.

Leia a íntegra da decisão do ministro. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247