HOME > Brasília

Marun abre o jogo: vamos investigar quem nos investigou

Personagem mais destacado da tropa de choque de Michel Temer e Eduardo Cunha, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) foi explícito em relação ao caráter de vingança que será dado à CPI da JBS; "Nós vamos investigar quem sempre nos investigou. Vamos interrogar quem sempre nos interrogou. Esse é um paradigma que será quebrado. Medo desse embate que nós vamos ter. De dali a pouco ter que se posicionar em relação a um procurador. E também, em alguns, pode acontecer a vontade de que a JBS não seja investigada", disse ele; Marun disse ainda que o ex-procurador Rodrigo Janot, que denunciou Temer por corrupção, obstrução judicial e organização criminosa, "atrapalha o Brasil"

Deputado Carlos Marun, presidente da comissão especial da reforma da Previdência, no Palácio do Planalto em Brasília 11/04/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino (Foto: Leonardo Attuch)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – Personagem mais destacado da tropa de choque de Michel Temer e Eduardo Cunha, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) foi explícito em relação ao caráter de vingança que será dado à CPI da JBS.

"Nós vamos investigar quem sempre nos investigou. Vamos interrogar quem sempre nos interrogou. Esse é um paradigma que será quebrado. Medo desse embate que nós vamos ter. De dali a pouco ter que se posicionar em relação a um procurador. E também, em alguns, pode acontecer a vontade de que a JBS não seja investigada", disse ele, em entrevista ao Globo.

Segundo Marun, "a CPI tem três focos: os contratos da JBS com o BNDES, a questão do monopólio dos frigoríficos e as dívidas previdenciárias, tributárias; e as circunstâncias da delação."

O deputado também criticou o ex-procurador Rodrigo Janot. "Não é que ele seja um bandido, mas um vilão do crescimento do Brasil, acho que ele é. O doutor Janot é hoje a pessoa que mais atrapalha o Brasil."

A questão é: que crescimento?

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: