Moro cancela ida à Câmara e não propõe nova data

Ministro apenas informou que não poderá comparecer no dia combinado, 26 de junho, quando estará nos EUA; "Fugiu?! O q teme Moro? A convocação foi transformada em convite e ele tinha marcado sua ida. Agora voltará a ser convocação. Moro tem muitas explicações a dar ao Brasil", protestou a deputada federal e presidente do PT, Gleisi Hoffmann

Brasília- DF. 19-06-2019- Ministro da Justiça Sergio Moro durante depoimento na CCJ dp senado.  Foto Lula Marques
Brasília- DF. 19-06-2019- Ministro da Justiça Sergio Moro durante depoimento na CCJ dp senado. Foto Lula Marques (Foto: Lula Marques)

247 - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, cancelou sua ida à Câmara dos Deputados, que estava marcada para o próximo dia 26, sem propor nova data para o comparecimento. O Minitério da Justiça informou neste fim de semana que Moro tem agenda nos Estados Unidos entre 22 e 27 deste mês.

O convite à Câmara tem como objetivo fazer com que o ministro explique aos deputados - como fez no Senado semana passada - os vazamentos de mensagens trocadas entre ele e integrantes da força-tarefa da Lava Jato publicados pelo site The Intercept e que comprovam seu papel de comando na operação.

A proposta inicial era propor uma convocação à Câmara, mas após um pedido de acordo por parte de Moro, foi transformado em convite, como explicou o deputado federal Rogério Correia neste sábado 22. O parlamentar deixou clara a estratégia do ministro: como convidado, ele poderia não comparecer, uma vez que estaria em viagem aos Estados Unidos na data combinada.

Agora a oposição quer novamente transformar o convite numa convocação, informou Correia. Após a informação do Ministério da Justiça de não comparecimento do ministro, a deputada federal e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR), confirmou a linha que será tomada na Casa. "Fugiu?! O q teme Moro? A convocação foi transformada em convite e ele tinha marcado sua ida. Agora voltará a ser convocação. Moro tem muitas explicações a dar ao Brasil", protestou a deputada federal e presidente do PT, Gleisi Hoffmann

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247