Motoristas do DF poderão parcelar multas de trânsito a partir de dezembro

Motoristas do Distrito Federal poderão pagar multas e outras pendências do gênero de forma parcelada nos cartões de crédito ou débito a partir de dezembro, conforme a Resolução nº 697 ,do Conselho Nacional de Trânsito (Contran); segundo o diretor de Controle de Condutores e Veículos do Detran-DF, Uelson Prazeres, o órgão deverá iniciar em novembro a chamada das empresas interessadas em participar da intermediação do processo; pagamento dos débitos parcelados deverá começar a valer a partir da segunda quinzena de dezembro

Motoristas do Distrito Federal poderão pagar multas e outras pendências do gênero de forma parcelada nos cartões de crédito ou débito a partir de dezembro, conforme a Resolução nº 697 ,do Conselho Nacional de Trânsito (Contran); segundo o diretor de Controle de Condutores e Veículos do Detran-DF, Uelson Prazeres, o órgão deverá iniciar em novembro a chamada das empresas interessadas em participar da intermediação do processo; pagamento dos débitos parcelados deverá começar a valer a partir da segunda quinzena de dezembro
Motoristas do Distrito Federal poderão pagar multas e outras pendências do gênero de forma parcelada nos cartões de crédito ou débito a partir de dezembro, conforme a Resolução nº 697 ,do Conselho Nacional de Trânsito (Contran); segundo o diretor de Controle de Condutores e Veículos do Detran-DF, Uelson Prazeres, o órgão deverá iniciar em novembro a chamada das empresas interessadas em participar da intermediação do processo; pagamento dos débitos parcelados deverá começar a valer a partir da segunda quinzena de dezembro (Foto: Paulo Emílio)

Brasília 247 - Os motoristas do Distrito Federal poderão pagar multas e outras pendências do gênero de forma parcelada nos cartões de crédito ou débito a partir de dezembro, conforme a Resolução nº 697, publicada nessa quarta-feira (18/10) pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Segundo o diretor de Controle de Condutores e Veículos do Detran-DF, Uelson Prazeres, o órgão deverá iniciar em novembro a chamada das empresas interessadas em participar da intermediação do processo.

Ainda segundo Prazeres, o pagamento dos débitos parcelados deverá começar a valer a partir da segunda quinzena de dezembro. "Essa medida é totalmente focada no cidadão, principalmente naqueles que utilizam o veículo como fonte de renda. As pessoas terão uma capacidade de negociação muito maior, principalmente por causa da possibilidade de parcelamento das dívidas. É um recurso a mais para quitar os débitos", disse Prazeres ao jornal Correio Brasiliense.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247