Movimentos sociais protestam em frente ao Itamaraty

Um grupo de representantes de sindicatos de petroleiros, do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) realiza um protesto nesta terça-feira, 14, em frente ao Palácio do Itamaraty, contra o ministro de Relações Exteriores, José Serra; aos gritos de "Fora, Serra!", "entreguista", "golpistas, fascistas não passarão", eles bateram nos vidros da fachada, mas não houve estragos; Serra recebe nesta tarde o líder oposicionista venezuelano Henrique Capriles

Um grupo de representantes de sindicatos de petroleiros, do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) realiza um protesto nesta terça-feira, 14, em frente ao Palácio do Itamaraty, contra o ministro de Relações Exteriores, José Serra; aos gritos de "Fora, Serra!", "entreguista", "golpistas, fascistas não passarão", eles bateram nos vidros da fachada, mas não houve estragos; Serra recebe nesta tarde o líder oposicionista venezuelano Henrique Capriles
Um grupo de representantes de sindicatos de petroleiros, do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) realiza um protesto nesta terça-feira, 14, em frente ao Palácio do Itamaraty, contra o ministro de Relações Exteriores, José Serra; aos gritos de "Fora, Serra!", "entreguista", "golpistas, fascistas não passarão", eles bateram nos vidros da fachada, mas não houve estragos; Serra recebe nesta tarde o líder oposicionista venezuelano Henrique Capriles (Foto: Aquiles Lins)

247 - Um grupo de representantes de sindicatos de petroleiros, do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), que trouxe camponeses do Piauí e da Bahia, realiza um protesto nesta terça-feira, 14, em frente ao Palácio do Itamaraty.

O ato dispara gritos contra o ministro de Relações Exteriores, José Serra: "Fora, Serra!", "entreguista", "golpistas, fascistas não passarão". Os manifestantes bateram nos vidros da fachada, mas não houve estragos.

Serra, que recebe na tarde desta terça-feira, 14, o líder oposicionista venezuelano Henrique Capriles, é autor de um projeto de lei que acaba com a exclusividade da Petrobras como operadora do pré-sal. A matéria já foi aprovada no Senado e é uma das prioridades da agenda legislativa do presidente em exercício, Michel Temer.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247