Nota prova ida de Machado a Brasília na data do “pedido de Temer”

"Pelos horários da nota fiscal, o ex-presidente da Transpetro Sergio Machado chegou a Brasília no final da tarde do dia 26 de setembro. Embora a Aeronáutica diga que não tem registros dos embarques e desembarques naquele dia, as agendas de Dilma Rousseff, ainda na página do Planalto, indicam que ela chegou às 17:30  na Base Aérea de Brasília, voltando dos compromissos que cumpriu na ONU", escreve o jornalista Fernando Brito

"Pelos horários da nota fiscal, o ex-presidente da Transpetro Sergio Machado chegou a Brasília no final da tarde do dia 26 de setembro. Embora a Aeronáutica diga que não tem registros dos embarques e desembarques naquele dia, as agendas de Dilma Rousseff, ainda na página do Planalto, indicam que ela chegou às 17:30  na Base Aérea de Brasília, voltando dos compromissos que cumpriu na ONU", escreve o jornalista Fernando Brito
"Pelos horários da nota fiscal, o ex-presidente da Transpetro Sergio Machado chegou a Brasília no final da tarde do dia 26 de setembro. Embora a Aeronáutica diga que não tem registros dos embarques e desembarques naquele dia, as agendas de Dilma Rousseff, ainda na página do Planalto, indicam que ela chegou às 17:30  na Base Aérea de Brasília, voltando dos compromissos que cumpriu na ONU", escreve o jornalista Fernando Brito (Foto: Gisele Federicce)

Por Fernando Brito, do Tijolaço - Matéria recém postada no Poder 360 graus, assinada pelo repórter André Shalders, apresenta a nota fiscal do aluguel de um carro por Sérgio Machado na data em que este, em sua delação premiada, diz ter ido ao encontro de Michel Temer na Base Aérea de Brasilia e ouvido o pedido de “ajuda” para a campanha de Gabriel Chalita, então candidato do PMDB à Prefeitura de São Paulo.

Pelos horários da nota fiscal, Machado chegou a Brasília no final da tarde do dia 26 de setembro. Embora a Aeronática diga que não tem registros dos embarques e desembarques naquele dia, as agendas de Dilma Rousseff, ainda na página do Planalto, indicam que ela chegou às 17:30  na Base Aérea de Brasília, voltando dos compromissos que cumpriu na ONU.

Há um livro de termos que é assinado sempre que o presidente passa o cargo ao vice e o contrário. De qualquer forma, haveria toda a razão para Michel Temer ir à base aérea, provavelmente para embarcar para São Paulo após a devolução do cargo, pois sua agenda, no dia seguinte, não indica nenhum compromisso oficial. No momento do desembarque de Dilma já havia cumprido seu último compromisso como presidente em exercício, um encontro com o empresário Marcos Póvoa, da Lácteos Brasil, às 15:30h.

Tratar de assuntos oficiais da Transpetro é que Machado não foi fazer em Brasilia, pois o aluguel do carro, às 17:27 e sua devolução,às 7:37 h da manhã seguinte, no aeroporto também, não coincidem com o horário de expediente.

Temer já esteve melhor na fita.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247