Nove bebês estão infectados por bactérias no Hras

Quatro crianas esto contaminadas por uma bactria de alta resistncia; as outras cinco esto com germes que no costumam trazer complicaes; secretaria de Sade nega surto

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 – Foi identificado no Hospital Regional da Asa Sul (Hras) que nove bebês estão contaminados pela bactéria serratia marcescens e klebsiella, que causa problemas respiratórios e urinários. Eles foram infectados dentro do próprio hospital. Parte da UTI Neonatal foi isolada, segundo a secretária da Saúde, para evitar um surto na unidade.

“Não é preciso ter medo, o que estamos fazendo é para evitar uma proliferação. Estamos orientando que apenas os pais tenham acesso aos bebês”, disse a coordenadora geral de saúde da regional sul, Roselle Lugarin. Um documento do Núcleo de Controle de Infecções do Hras reconheceu o surto no hospital.

De acordo com o Hras, cinco crianças estão infectadas com um tipo da bactéria que não costuma trazer complicações, mas que pode interferir na saúde já que os bebês pesam menos de um quilo. Os outros quatro recém-nascidos estão com uma infecção um pouco mais resistente, sendo que um deles apresenta quadro mais grave.

Uma equipe de enfermagem cuida exclusivamente dos bebês. Eles trabalham com luva e capote, uma espécie de avental, como forma de proteção.

O Hras conta com 35 leitos na UTI Neonatal e sofre com a superlotação. A secretaria de saúde informou que já foram feitos contratos com hospitais particulares para aumentar o número de vagas.

O sindicato dos Médicos visitou o Hras e identificou outro problema na unidade. Cinco crianças estariam locadas numa espécie de corredor, ao invés de ocuparem leitos na UTI.

Com informações do portal G1 e Correio Braziliense.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email