OAB questiona Coaf sobre investigação contra Glenn Greenwald

Em ofício encaminhado nesta sexta-feira 5 ao órgão econômico, o Conselho Federal da OAB, em nome do presidente da entidade, Felipe Santa Cruz, levanta preocupações sobre o risco de violação dos direitos à liberdade de expressão e à liberdade de imprensa, uma vez que a Polícia Federal, vinculada a Moro, é que teria pedido a investigação sobre o jornalista

Glenn Greenwald Sergio Moro
Glenn Greenwald Sergio Moro (Foto: Agência Câmara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) encaminhou nesta sexta-feira 5 um ofício ao Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) questionando sobre a suposta investigação que o órgão tem feito contra o jornalista Glenn Greenwald a pedido da Polícia Federal, como noticiou o site O Antagonista nesta semana.

Em nome do presidente da entidade, Felipe Santa Cruz, a OAB levanta preocupações sobre o risco de violação dos direitos à liberdade de expressão e à liberdade de imprensa,  “ambos garantidos na Constituição e imprescindíveis ao Estado Democrático de Direito”.

A Polícia Federal é vinculada ao Ministério da Justiça, comandado por Sérgio Moro, ex-juiz da Lava Jato alvo de vazamentos divulgados pelo site The Intercept, cujo editor é Greenwald.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email