Para ministros do STF, visita surpresa de Bolsonaro foi 'presepada' e 'molecagem'

"Se estivesse na presidência do Supremo, não sairia da minha casa para uma presepada dessas", disse um ministro do STF em off

(Brasília - DF, 07/05/2020) Reunião com Braga Netto, Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República; Paulo Guedes, Ministro de Estado da Economia; Dias Toffoli, Presidente do Supremo Tribunal Federal; e grupo de empresários.
(Brasília - DF, 07/05/2020) Reunião com Braga Netto, Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República; Paulo Guedes, Ministro de Estado da Economia; Dias Toffoli, Presidente do Supremo Tribunal Federal; e grupo de empresários. (Foto: Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A visita surpresa de Jair Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal na manhã desta quinta-feira, 7, acompanhado de um séquito de ministros e empresários foi rechaçada por ministros do STF. 

Segundo o jornalista Josias de Souza, do UOL, três magistrados utilizaram termos como "presepada", "molecagem" e "pegadinha" para classificar a atitude de Bolsonaro. 

"Se estivesse na presidência do Supremo, não sairia da minha casa para uma presepada dessas", disse um ministro do STF em off. 

"O que o presidente fez pode ser classificado como uma molecagem. Ele tenta transferir para o Supremo uma responsabilidade que é dele", afirmou outro magistrado, segundo o jornalista. 

"O presidente da República pediu para ser recebido. Por civilidade, o Toffoli concordou. De repente, o presidente do Supremo viu-se no centro de uma transmissão ao vivo, ouvindo queixas sobre um problema que cabe ao Executivo gerenciar, não ao Judiciário. Isso não é sério", acrescentou um terceiro magistrado da Suprema Corte. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247