Paulo Teixeira defende anulação da eleição presidencial de 2018 após uso de delação fraudada de Palocci por Moro

O ex-juiz Sérgio Moro vazou a delação a seis dias da eleição para ajudar a eleger Jair Bolsonaro e agora se sabe que a delação foi inventada

Deputado Paulo Teixeira (PT-SP)
Deputado Paulo Teixeira (PT-SP) (Foto: Rogério Tomaz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – "A utilização da delação mentirosa de Palocci demonstra o desvio da Lava Jato, que se politizou, perseguiu Lula e utilizou está delação para prejudicar Haddad. Está aí a prova cabal para a anulação da condenação de Lula por Sérgio Moro e para anular a própria eleição de 2018", escreveu o deputado Paulo Teixeira, em suas redes sociais. 

O ex-juiz Sérgio Moro vazou a delação a seis dias da eleição para ajudar a eleger Jair Bolsonaro e agora se sabe que a delação foi inventada. À época, a delação falsa foi divulgada com estardalhaço pelo Jornal Nacional, como se pode ver no tweet abaixo.


Confira ainda vídeo da TV 247 sobre o caso:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247