PGR diz que acampamento bolsonarista tinha teatro de fantoches e massagens para “entreter” golpistas

Documento enviado à PGR revela que a "vila" de entretenimento golpista tinha várias estruturas como feira, teatro de fantoches, massagista, atendimento médico e uma tenda religiosa

www.brasil247.com - Acampamento bolsonarista em Brasília
Acampamento bolsonarista em Brasília (Foto: Reprodução / redes sociais)


247 - Denúncia protocolada nesta segunda-feira (23) na Procuradoria Geral da República (PGR) revela que o acampamento golpista em frente ao quartel-general do Exército em Brasília funcionava como uma vila. “Era uma associação estável e permanente que se assemelhava a uma vila”, destaca a reportagem do Uol

De acordo com o documento, a vila de entretenimento golpista tinha várias estruturas como feira, teatro de fantoches, massagista, atendimento médico e uma tenda religiosa.

Mais 54 pessoas foram denunciadas pela PGR pelos atos do último dia 8 de janeiro. Ao todo, o órgão já denunciou 98 participantes do movimento. Só na primeira leva foram 39 suspeitos de depredarem o Senado Federal, e na segunda, cinco pessoas envolvidas nos ataques.

Os pedidos ainda devem ser analisados pela Justiça.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247