PGR ignora Vaja Jato e se manifesta contra recurso da defesa de Lula

Alcides Martins, procurador-geral da República interino, pediu nesta sexta-feira (20) que o Supremo Tribunal Federal (STF) mantenha decisão de agosto do ministro Edson Fachin, negando pedido de liberdade do ex-presidente Lula e nulidade das ações penais

(Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247)

247 - O procurador-geral da República interino, Alcides Martins, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta sexta-feira (20) que seja negado o recurso apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra decisão de Edson Fachin, que em agosto negou pedido de liberdade de Lula, assim como o de nulidade e suspensão das ações penais contra o ex-presidente, informa o G1.

O argumento da defesa era a atuação dos procuradores da República no Paraná nos processos contra Lula. Em nota, Alcides Martins afirmou "que a defesa se baseia em argumentação frágil e que não encontra respaldo em provas".

Na decisão de agosto, o ministro Fachin também havia negado pedido da defesa para ter acesso às mensagens trocadas pelos procuradores da Lava Jato divulgadas pelo site "The Intercept Brasil.

"A não confirmação da autenticidade e da integridade de um dado material impede a sua caracterização como prova, afetando esta em seu plano de existência", afirmou Alcides Martins no parecer, pedindo que seja mantida a decisão de Fachin.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247