CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasília

Pivô do mensalão, Azeredo é convidado de honra da convenção tucana

Entre os convidados de honra do PSDB na convenção nacional do partido neste domingo, 5, está o ex-deputado federal Eduardo Azeredo, réu por desvio de dinheiro público e lavagem de dinheiro no escândalo do mensalão do PSDB de Minas; Azeredo renunciou ao mandato de deputado federal no início do ano passado assiste seu processo repousar na 9ª Vara Criminal de Belo Horizonte

Imagem Thumbnail
Entre os convidados de honra do PSDB na convenção nacional do partido neste domingo, 5, está o ex-deputado federal Eduardo Azeredo, réu por desvio de dinheiro público e lavagem de dinheiro no escândalo do mensalão do PSDB de Minas; Azeredo renunciou ao mandato de deputado federal no início do ano passado assiste seu processo repousar na 9ª Vara Criminal de Belo Horizonte (Foto: Aquiles Lins)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Brasília 247 - O PSDB realiza neste domingo, 5, sua convenção nacional, que está reconduzindo o senador Aécio Neves à presidência do partido por mais dois anos. Principais líderes tucanos, convencionais e militantes estão reunidos em um hotel de luxo na capital federal.

Entre os "convidados de honra" da solenidade está o ex-deputado federal Eduardo Azeredo, que é réu no chamado mensalão tucano. Ele renunciou ao mandato de deputado federal no início do ano passado para evitar um desgaste político maior para a pré-campanha presidencial de Aécio.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Azeredo foi acusado de peculato (desvio de dinheiro público) e lavagem de dinheiro no escândalo do mensalão mineiro. Além de sair dos holofotes, a renúncia de Azeredo funcionou como uma manobra para protelar o processo, que saiu do Supremo Tribunal Federal (STF), com a perda do foro privilegiado, e foi para a primeira instância. 

Enquanto aguarda o julgamento que se arrasta há mais de dez anos na Justiça, Eduardo Azeredo ocupa um cargo na Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) como diretor executivo para as áreas internacional e de ciência, tecnologia e inovação da entidade de classe. O salário é de R$ 25 mil mensais.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Aécio reeleito

Em maio de 2013, Aécio foi eleito presidente do PSDB com 97% dos votos dos delegados tucanos. No total, 528 delegados estão elegendo integrantes da comissão executiva e do diretório nacional. Estão sendo definidos também os nomes dos membros do conselho de ética e disciplina, do conselho fiscal, do conselho político e o presidente do Instituto Teotônio Vilela (ITV) – órgão de estudos e formação política do partido.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Segundo o PSDB, a executiva é composta pelo presidente e por seis vice-presidentes; secretário-geral, primeiro e segundo secretários, tesoureiro e tesoureiro-adjunto. Participam também os líderes na Câmara e no Senado e o presidente do ITV. O diretório nacional é formado por 236 nomes, entre 177 titulares e 59 suplentes.

Em seu segundo mandato à frente do PSDB, Aécio terá de administrar uma divisão interna que vai além da escolha do presidenciável tucano. Enquanto deputados e novas lideranças defendem a radicalização do discurso e pregam o impeachment de Dilma, a “velha guarda”, com FHC à frente, tenta evitar que a sigla abandone seu programa original e se volte contra o legado do partido no poder.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO