PM-DF diz estar pronta para conter violência na Copa

A Polícia Militar (PM) do Distrito Federal (DF) espera que a Copa do Mundo seja tranquila em Brasília, sem radicalização dos movimentos sociais; "A gente espera uma certa turbulência até um período anterior [à Copa], mas que, durante o evento, haja tranquilidade maior", disse o major Bilmar Ferreira

A Polícia Militar (PM) do Distrito Federal (DF) espera que a Copa do Mundo seja tranquila em Brasília, sem radicalização dos movimentos sociais; "A gente espera uma certa turbulência até um período anterior [à Copa], mas que, durante o evento, haja tranquilidade maior", disse o major Bilmar Ferreira
A Polícia Militar (PM) do Distrito Federal (DF) espera que a Copa do Mundo seja tranquila em Brasília, sem radicalização dos movimentos sociais; "A gente espera uma certa turbulência até um período anterior [à Copa], mas que, durante o evento, haja tranquilidade maior", disse o major Bilmar Ferreira (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ana Cristina Campos - Repórter da Agência Brasil

A Polícia Militar (PM) do Distrito Federal (DF) espera que a Copa do Mundo seja tranquila em Brasília, sem radicalização dos movimentos sociais. "A gente espera uma certa turbulência até um período anterior [à Copa], mas que, durante o evento, haja tranquilidade maior", disse o major Bilmar Ferreira, que participou hoje (26) do seminário Cenários de Segurança Pública, promovido pela Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República e pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Ele ressaltou que a PM está preparada para o cenário em que haja "radicalização parcial ou total dos movimentos". Segundo o major, a polícia acredita que há tendência de o crescimento e a radicalização dos movimentos sociais não ocorrerem nos próximos anos.

O policial apresentou o estudo Cenários da Polícia Militar do DF, que ouviu um grupo de especialistas, como magistrados, promotores, parlamentares e professores universitários, sobre cenários possíveis sobre a segurança pública no DF. "A gente acredita que não ocorrerá crescimento [e radicalização dos movimentos sociais], porque foi a resposta que tivemos dos peritos, dos analistas", disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email