PM murcha pixuleco de Bolsonaro com motosserra pondo em risco a liberdade de expressão

Um boneco inflável de Bolsonaro foi murchado a mando de policiais militares no Distrito Federal enquanto apoiadores de Jair Bolsonaro protestam livremente com placas pregando pautas antidemocráticas, como o fechamento do STF e do Congresso Nacional.

Pixuleco Bolsonaro
Pixuleco Bolsonaro (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A liberdade de expressão foi gravemente violada nesta sexta-feira, 5, no Distrito Federal. Manifestantes foram obrigados a murchar um pixuleco de Bolsonaro, que seria usado em um protesto contra o desmatamento. 

A reportagem da revista Fórum destaca que “foi o que aconteceu hoje em frente ao Ministério do Meio Ambiente, em Brasília. Servidores do Ibama e membros do Associação dos Servidores Federais da Área Ambiental (Asibama-DF) realizaram um protesto em razão do Dia Mundial do Meio Ambiente e foram obrigados pela Polícia Militar a retirar um boneco inflável que representava Bolsonaro.”

A matéria ainda acrescenta que “o boneco é uma caricatura do presidente com uma motosserra suja de sangue. Segundo os organizadores da manifestação, tratava-se de um recado contra os retrocessos na agenda ambiental que podem ser observados no governo Bolsonaro, sobretudo com as ações do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.”

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247