PSDB, de Aécio, diz que STF fez a sua parte

“Uma decisão em sentido contrário frustraria a sociedade e ressaltaria o sentimento de retrocesso no combate à impunidade. O exemplo vem de cima e o Supremo fez a sua parte. Agora, deixemos o Lula para a Justiça. Vamos pensar e cuidar dos brasileiros injustiçados”, disse o deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), do partido do senador Aécio Neves (PSDB-MG), líder do golpe, flagrado em esquemas de propinas e gravado falando em "matar o primo"

“Uma decisão em sentido contrário frustraria a sociedade e ressaltaria o sentimento de retrocesso no combate à impunidade. O exemplo vem de cima e o Supremo fez a sua parte. Agora, deixemos o Lula para a Justiça. Vamos pensar e cuidar dos brasileiros injustiçados”, disse o deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), do partido do senador Aécio Neves (PSDB-MG), líder do golpe, flagrado em esquemas de propinas e gravado falando em "matar o primo"
“Uma decisão em sentido contrário frustraria a sociedade e ressaltaria o sentimento de retrocesso no combate à impunidade. O exemplo vem de cima e o Supremo fez a sua parte. Agora, deixemos o Lula para a Justiça. Vamos pensar e cuidar dos brasileiros injustiçados”, disse o deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), do partido do senador Aécio Neves (PSDB-MG), líder do golpe, flagrado em esquemas de propinas e gravado falando em "matar o primo" (Foto: Leonardo Attuch)

Trecho de reportagem de Renata Giraldi, da Agência Brasil – O líder do PSDB na Câmara, Nilson Leitão (MT), divulgou nota em nome da bancada e do partido. “Uma decisão em sentido contrário frustraria a sociedade e ressaltaria o sentimento de retrocesso no combate à impunidade. O exemplo vem de cima e o Supremo fez a sua parte. Agora, deixemos o Lula para a Justiça. Vamos pensar e cuidar dos brasileiros injustiçados”, observa.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247