HOME > Brasília

PT aciona PGR contra Eduardo Bolsonaro por ataque a professores

Filho "03" de Jair Bolsonaro comparou professores a traficantes de drogas. Segundo o deputado Zeca Dirceu, a conduta é inaceitável diante dos recentes atentados em escolas

Eduardo Bolsonaro

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O PT acionou a Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a conduta do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), que, em um evento armamentista em Brasília, comparou professores a "traficantes de drogas". A informação foi divulgada pelo deputado Zeca Dirceu (PT-PR), que protocolou a petição junto a outros colegas de partido na Câmara.

No evento de domingo passado, Eduardo Bolsonaro comparou o que chamou de 'professores doutrinadores' a 'traficantes de drogas'. “Não tem diferença de um professor doutrinador para um traficante de drogas que tenta sequestrar e levar os nossos filhos para o mundo do crime. Talvez até o professor doutrinador seja ainda pior”, disse. 

Zeca Dirceu afirmou que a conduta do filho "03" de Jair Bolsonaro é inaceitável diante dos recentes atentados em escolas. Segundo o deputado do PT, as falas de Eduardo Bolsonaro constituem uma incitação à violência. "Esse tipo de conduta desrespeitosa, intolerante e cheia de ódio não deve ter espaço na democracia. Principalmente em um momento em que sucessivas tragédias vêm vitimando comunidades escolares no Brasil", afirmou Zeca Dirceu. "As falas do deputado em evento público ferem a dignidade humana e o pluralismo político, além de incitarem ao crime e fazerem apologia de condutas criminosas", frisou o parlamentar. "Por isso pedimos a PGR a investigação do episódio e a adoção das medidas justas ao caso", finalizou. >>> Psol pede a cassação de Eduardo Bolsonaro por comparar professores a traficantes

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: