PT: base de Temer é quem articula pela anistia ao Caixa 2

Em nota divulgada neste domingo, o líder do PT na Câmara, deputado Afonso Florence, nega que parlamentares do partido sejam os responsáveis pela emenda que pretende dar anistia ao caixa 2; "O fato é que a articulação para aprovação da anistia ao caixa 2 foi de parlamentares da base de Temer. Na premência da homologação da delação da Odebrecht, a base de apoio a Temer intensificou seu movimento para aprovar a anistia ao caixa 2 querendo compartilhar o desgaste desta aprovação com o PT", diz o petista

Afonso Florence e Rodrigo Maia
Afonso Florence e Rodrigo Maia (Foto: José Barbacena)

Brasília 247 - Em nota divulgada neste domingo (27), a bancada do PT na Câmara dos Deputados nega que parlamentares do partido sejam os responsáveis pela emenda que pretende dar anistia ao caixa 2.

Veja abaixo a nota na íntegra:

NOTA DA BANCADA DO PT NA CÂMARA

No debate sobre anistia à prática de caixa 2, o PT tem sido acusado por setores da mídia e em redes sociais como responsável pela apresentação da proposta. Além disso, como alguns parlamentares petistas divulgaram nota contrária à medida, todos os que não assinaram estão sendo acusados de serem favoráveis. Duas inverdades.

Ao mesmo tempo, sob cerco cruzado em decorrência do avanço das investigações sobre corrupção, em particular no Supremo Tribunal Federal, Michel Temer anuncia que pode vetar proposta de anistia ao caixa 2. O que ele não diz é que nas duas tentativas de aprovar a matéria o PT se negou a assinar a emenda proposta por parlamentares da sua base. E, por isso, parte da sua base não sustentou a defesa da anistia e sua maioria não conseguiu, sequer, levar a proposta à votação. O fato é que a articulação para aprovação da anistia ao caixa 2 foi de parlamentares da base de Temer.

Na premência da homologação da delação da Odebrecht, a base de apoio a Temer intensificou seu movimento para aprovar a anistia ao caixa 2 querendo compartilhar o desgaste desta aprovação com o PT.

Nesta semana, a Bancada do PT reiterou duas posições fundamentais para orientar sua intervenção sobre o tema: 1-. Não apresentar proposta de anistia ao caixa 2; 2- Não assinar emenda com este conteúdo.

Assim, reitero: as duas recentes tentativas de aprovação de anistia ao caixa 2 são de responsabilidade exclusiva da base de apoio a Temer.

Brasília, 27 de novembro de 2016
*Deputado Afonso Florence (BA)
Líder do PT na Câmara dos Deputados

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247