PT decide não apoiar a CPI da Petrobrás

“Não vamos apoiar essa chicana”, disse o deputado José Guimarães (PT-CE)

www.brasil247.com - Brasília- DF14-10- 2015 Foto Lula Marques/Agência PT  MInistro Joaquin Levy durante depoimento na comissão geral da câmara. Plenário da câmara.
Brasília- DF14-10- 2015 Foto Lula Marques/Agência PT MInistro Joaquin Levy durante depoimento na comissão geral da câmara. Plenário da câmara. (Foto: LULA MARQUES)


247 – Parlamentares do Partido dos Trabalhadores se reuniram nesta terça-feira e decidiram não embarcar na CPI da Petrobrás, segundo informa o jornalista Raphael Di Cunto, do Valor Econômico. “Não vamos apoiar essa chicana. Se o governo quisesse mesmo reduzir o preço dos combustíveis, mudaria a política da Petrobras ao invés de atacar a empresa”, diz o deputado José Guimarães (PT-CE).

O líder do PT na Câmara, deputado Reginaldo Lopes (MG), defendeu que a comissão visa colocar a opinião pública contra a estatal. “O problema não é a Petrobras, é o presidente da República, que está na mão dos acionistas que lucram bilhões. Ele quer CPI para desmoralizar a empresa, depois privatizar e entregá-la de bandeja para os mesmos bilionários”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email