Relação com Bolsonaro azedou quando Moro enviou Força Nacional para o Ceará

A relação entre Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, comelou a se deteriorar no início deste ano e foi deflagrada pela decisão de Moro de enviar ajuda policial ao Ceará, do governador petista Camilo Santana

(Foto: Lula Marques | Marcos Corrêa/PR)

247 - A relação entre Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, comelou a se deteriorar no início deste ano e foi deflagrada pela decisão de Moro de enviar ajuda policial ao Ceará, do governador petista Camilo Santana.

Após uma onda de ataques a ônibus no início do ano, cerca de 300 homens e 30 viaturas da Força Nacional foram enviados para o estado e atuarão por 30 dias em ações de segurança e apoio às forças policiais federais e estaduais

"Bolsonaro deplorou a ordem, tomada sem consulta prévia, por ser um 'estado de petista'. Acabou engolindo a decisão — mas a rusga ficou", diz o colunista Robson Bonin, da Veja

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247