Renan anuncia criação da CPI da Operação Zelotes

Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) anunciou a criação da CPI do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf); a comissão, ainda sem integrantes definidos, terá como objetivo investigar um suposto esquema de fraudes no órgão ligado ao Ministério da Fazenda responsável por julgar recursos de autuações fiscais; a investigação já comprovou prejuízos de R$ 6 bilhões aos cofres públicos, mas, de acordo com auditores envolvidos na operação, a fraude pode ultrapassar R$ 19 bilhões

www.brasil247.com - Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) anunciou a criação da CPI do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf); a comissão, ainda sem integrantes definidos, terá como objetivo investigar um suposto esquema de fraudes no órgão ligado ao Ministério da Fazenda responsável por julgar recursos de autuações fiscais; a investigação já comprovou prejuízos de R$ 6 bilhões aos cofres públicos, mas, de acordo com auditores envolvidos na operação, a fraude pode ultrapassar R$ 19 bilhões
Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) anunciou a criação da CPI do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf); a comissão, ainda sem integrantes definidos, terá como objetivo investigar um suposto esquema de fraudes no órgão ligado ao Ministério da Fazenda responsável por julgar recursos de autuações fiscais; a investigação já comprovou prejuízos de R$ 6 bilhões aos cofres públicos, mas, de acordo com auditores envolvidos na operação, a fraude pode ultrapassar R$ 19 bilhões (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News

Brasília 247 - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou nesta quarta-feira (29) a criação da CPI do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). A comissão, ainda sem integrantes definidos, terá como objetivo investigar um suposto esquema de fraudes no órgão ligado ao Ministério da Fazenda responsável por julgar recursos de autuações fiscais. A investigação já comprovou prejuízos de R$ 6 bilhões aos cofres públicos, mas, de acordo com auditores envolvidos na operação, a fraude pode ultrapassar R$ 19 bilhões.

O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) foi quem apresentou o requerimento de criação da CPI, que obteve ao todo 42 assinaturas, número acima do mínimo necessário de 27 apoios. 

"Já foi lido o requerimento. Estamos aguardando que os líderes indiquem os nomes que comporão a comissão. No prazo do regimento, na forma do que o Supremo Tribunal Federal decidiu, se os líderes não indicarem, nós vamos indicar rapidamente para que essa CPI comece a trabalhar. Já pedi ontem a indicação, são cinco dias (de prazo)", disse Renan, na chegada ao Senado.

A Operação Zelotes, da PF, teve como base em denúncia de que empresas, escritórios de advocacia e contabilidade, servidores públicos e conselheiros do Carf participaram de um esquema de manipulação de julgamentos, além de reduzir a cobrança de impostos e multas aplicados a cerca de 70 grupos e empresas.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email