Rodoviários paralisam as atividades em Brasília

Uma greve-relâmpago, organizada por rodoviários, pegou de surpresa os moradores do Distrito Federal; devido à falta de circulação de ônibus, o trânsito ficou bem mais intenso no sentido Plano Piloto, e as paradas de ônibus lotadas; a categoria pede reajuste salarial de 10%

Uma greve-relâmpago, organizada por rodoviários, pegou de surpresa os moradores do Distrito Federal; devido à falta de circulação de ônibus, o trânsito ficou bem mais intenso no sentido Plano Piloto, e as paradas de ônibus lotadas; a categoria pede reajuste salarial de 10%
Uma greve-relâmpago, organizada por rodoviários, pegou de surpresa os moradores do Distrito Federal; devido à falta de circulação de ônibus, o trânsito ficou bem mais intenso no sentido Plano Piloto, e as paradas de ônibus lotadas; a categoria pede reajuste salarial de 10% (Foto: Leonardo Lucena)

247, com Agência Brasil - Uma greve-relâmpago, organizada nesta segunda-feira (28) por rodoviários, pegou de surpresa os moradores do Distrito Federal. Devido à falta de circulação de ônibus, o trânsito ficou bem mais intenso no sentido Plano Piloto, e as paradas de ônibus lotadas. A categoria pede reajuste salarial de 10%. A classe patronal havia concedido uma reposição de 4% (referente à inflação), no salário e benefícios, que está sendo paga desde julho.

As empresas informaram que os rodoviários receberam outra proposta de aumento de 4,5% no salário mais reajustes sobre plano de saúde (12%), odontológico (12%), cesta básica (6%) e alimentação (5%).

A Agência Brasil tentou entrar em contato com o Sindicato dos Rodoviários do Distrito Federal e com a Secretaria de Mobilidade do Governo do Distrito Federal. No entanto, mesmo após o início do expediente, nenhuma ligação foi atendida.

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247