Romário leva goleada de 9 a 0 na CPI do Futebol

Senador Romário (PSB-RJ) não recebeu nenhum voto nesta quarta-feira 7 a favor do relatório alternativo que apresentou, junto com Randolfe Rodrigues (Rede-AP), na CPI do Futebol, comissão que ele criou e presidiu; o texto aprovado pelos integrantes da comissão foi o do relator, Romero Jucá (PMDB-RR)

Senador Romário (PSB-RJ) não recebeu nenhum voto nesta quarta-feira 7 a favor do relatório alternativo que apresentou, junto com Randolfe Rodrigues (Rede-AP), na CPI do Futebol, comissão que ele criou e presidiu; o texto aprovado pelos integrantes da comissão foi o do relator, Romero Jucá (PMDB-RR)
Senador Romário (PSB-RJ) não recebeu nenhum voto nesta quarta-feira 7 a favor do relatório alternativo que apresentou, junto com Randolfe Rodrigues (Rede-AP), na CPI do Futebol, comissão que ele criou e presidiu; o texto aprovado pelos integrantes da comissão foi o do relator, Romero Jucá (PMDB-RR) (Foto: Felipe L. Goncalves)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O senador Romário (PSB-RJ) levou uma goleada nesta quarta-feira 7 ao não receber nenhum voto no relatório alternativo que apresentou, junto com Randolfe Rodrigues (Rede-AP), na CPI do Futebol.

O texto aprovado pelos integrantes da comissão foi o do relator, Romero Jucá (PMDB-RR). A documentação sigilosa envolvendo o presidente da CBF, Marco Polo del Nero, e os ex-presidentes Ricardo Teixeira e José Maria Marin será enviada a órgãos de controle. O relatório aprovado não prevê indiciamentos.

O relatório apresentado por Romário e Randolfe foi derrotado por um placar de 9 a 0. O presidente da CPI informou que seu voto em separado, que sugere indiciamentos de del Nero, Teixeira e Marin, também seguirá para órgãos de investigação.

A comissão criada e presidida por Romário investigava a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e o Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014. 

Não é a primeira tentativa de embate de Romário contra Marco Polo Del Nero. O senador já foi condenado por calúnia num processo movido pelo presidente da CBF.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247