Salários atrasados quase param o RU

Demora no pagamento de funcionrios do Bandejo da UnB recorrente. Empresa responsvel j recebeu seis multas por esse motivo

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Maryna Lacerda_Brasília 247 e UnB Agência – A empresa Monte Sinai, que presta serviços ao Restaurante Universitário da Universidade de Brasília, atrasou novamente o pagamentos do salário e do auxílio-transporte dos funcionários. A demora quase provocou a suspensão das atividades nesta sexta-feira (11). A UnB chegou a informar em seu portal que o RU não abriria para o café da manhã. 

A paralisação só foi impedida porque, de acordo com o Decanato de Assuntos Comunitários (DAC), parte dos pagamentos já foi feita e o Bandejão, que tem movimento menor na sexta-feira, pôde funcionar com efetivo reduzido. O DAC informa que os salários e benefícios ainda não repassados aos funcionários serão pagos na próxima semana.

O representante da Monte Sinai, Raimundo Tanuri, credita a falta de pagamento à queda de energia na Bahia, onde fica a sede da empresa. “Na quarta-feira (9), a Bahia parou por causa da chuva. Acabou a luz e não conseguimos pagar aos funcionários.”

O representante do Sindicato dos Trabalhadores da UnB Raimundo Pereira diz que o atraso no pagamento é recorrente, assim como de tíquete-refeição e vale-transporte. “Todo mês é a mesma coisa. Está na hora de dar um basta”, reclama.

Cristiane Costa, diretora do RU, diz que já perdeu a conta das vezes em que houve atraso. A Monte Sinai já foi multada seis vezes pela UnB, num total de R$ 26.653,13.

Sobre os atrasos passados, Raimundo Tanuri se esquivou e afirmou que não era o responsável pelos pagamentos e que a funcionária encarregada dessa tarefa não trabalha mais na empresa. A empresa faz parte de uma lista do Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores, do Ministério do Planejamento, com 27 ocorrências (advertências, multas etc.) relacionadas a serviços prestados a outras empresas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email