Sec. de Administração Pública e de Planejamento reunidos para encontrar saída para a greve

Na tarde desta tera-feira (17), professores tiveram nova conversa com representantes do governo; depois da sada dos docentes, secretrios continuaram discutindo o problema; nova reunio est marcada para s 10h desta quarta-feira (18)

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 – Depois dos professores decidirem, em assembleia, continuar a greve que já está no 37º dia, categoria se reuniu com secretário de Administração Pública, Wilmar Lacerda, de Planejamento, Luiz Paulo Barreto, secretário de Governo, Paulo Tadeu e o secretário de Educação, Denílson Costa. Não houve acordo e um novo encontro está marcado para está quarta-feira (18), às 10h, na secretaria de Governo.

Segundo a assessoria de imprensa da secretaria de Administração Pública, a reunião foi tranqüila, e depois da saída dos professores, Wilmar Lacerda e Luiz Paulo Barreto continuaram avaliando as possibilidades de encontrar uma solução para acabar com a paralisação.

Na quarta-feira passada (11), a secretaria de Administração Pública apresentou uma proposta para a categoria, mas não contemplava reajustes salariais para este ano. Como esta é a principal reivindicação da categoria, a proposta foi rejeitada pelos docentes. Os docentes também lutam pela reestruturação do plano de saúde e plano de saúde. “O governo está tentando congelar o nosso salário até 2018. Não vamos aceitar isso, queremos a reformulação do plano de carreira em três etapas: 2012, 2013 e 2014”, disse o diretor do Sindicato dos Professores do Distrito Federal, Dimas Rocha.

Os professores continuam acampados, em vigília, em frente ao Palácio do Buriti. Uma nova assembleia está marcada para a próxima quinta-feira (19), a partir das 9h30.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email