Secom chama militar assassino do Araguaia de 'herói'

Em publicação no twitter, a Secretaria de Comunicação da Presidência fez publicação homenageando o major Curió, que comandou a operação assassina que matou e torturou militantes da Guerrilha do Araguaia, na década de 1970, que luto contra Ditadura Militar brasileira

Major Curió e Jair Bolsonaro
Major Curió e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Facebook do senador Chico Rodrigues (DEM-RR))
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) chamou de “herói” o major Sebastião Curió Rodrigues de Moura, que comandou a operação assassina que matou e torturou militantes da Guerrilha do Araguaia, na década de 1970, que luto contra Ditadura Militar brasileira.

A publicação foi feita no Twitter oficial da Secom, nesta terça-feira, 5, com o título “Heróis do Brasil”. "A Guerrilha do Araguaia tentou tomar o Brasil via luta armada. A dedicação deste e de outros heróis ajudou a livrar o país de um dos maiores flagelos da história da humanidade: o totalitarismo socialista, responsável pela morte de aprox. 100 milhões de pessoas em todo o mundo", diz a publicação.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email