Sem surpresa: Gilmar vai rejeitar contas de Dilma

Ministro Gilmar Mendes já tem elementos para fazer o que tanto o PT quanto a oposição esperavam dele; técnicos do Tribunal Superior Eleitoral argumentam que 13% das saídas dos recursos da campanha da presidente Dilma foram irregulares, assim como 5% das entradas, e se manifestaram pela rejeição das contas; relatório será enviado ao ministro, que cuida do caso; voto de Gilmar será levado a plenário; rejeição das contas não impede a diplomação de Dilma, mas dá mais gás à oposição na estratégia para um eventual impeachment

www.brasil247.com - Ministro Gilmar Mendes já tem elementos para fazer o que tanto o PT quanto a oposição esperavam dele; técnicos do Tribunal Superior Eleitoral argumentam que 13% das saídas dos recursos da campanha da presidente Dilma foram irregulares, assim como 5% das entradas, e se manifestaram pela rejeição das contas; relatório será enviado ao ministro, que cuida do caso; voto de Gilmar será levado a plenário; rejeição das contas não impede a diplomação de Dilma, mas dá mais gás à oposição na estratégia para um eventual impeachment
Ministro Gilmar Mendes já tem elementos para fazer o que tanto o PT quanto a oposição esperavam dele; técnicos do Tribunal Superior Eleitoral argumentam que 13% das saídas dos recursos da campanha da presidente Dilma foram irregulares, assim como 5% das entradas, e se manifestaram pela rejeição das contas; relatório será enviado ao ministro, que cuida do caso; voto de Gilmar será levado a plenário; rejeição das contas não impede a diplomação de Dilma, mas dá mais gás à oposição na estratégia para um eventual impeachment (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News

Brasília 247 – O ministro Gilmar Mendes já tem armas para fazer o que tanto o PT quanto a oposição já esperavam que ele fizesse: rejeitar as contas de campanha da presidente Dilma Rousseff à reeleição.

Nesta segunda-feira 8, técnicos do Superior Tribunal Eleitoral (TSE) se manifestaram pela rejeição das contas de Dilma, do PT e do Comitê do partido. O relatório será enviado a Gilmar, que é relator do caso.

O argumento dos técnicos é que 13% das saídas dos recursos da campanha desse ano e 5% das entradas foram irregulares. Gilmar pode ou não acatar a posição dos técnicos em seu voto, que será submetido ao plenário do TSE.

A rejeição das contas não impede a diplomação da presidente Dilma ao segundo mandato em janeiro, mas dá mais gás à oposição na estratégia para um eventual impeachment, uma vez que abrirá portas para o pedido de investigações contra a presidente.

PUBLICIDADE

O jornalista Paulo Moreira Leite, diretor do 247 em Brasília, afirmou em artigo em seu blog que o voto de Gilmar pela rejeição das contas de Dilma não é uma surpresa. "A dúvida, junto a profissionais de Direito envolvidos no caso, é saber a reação dos demais ministros", diz ele. PML alerta para "a necessidade de impedir que o Judiciário seja arrastado numa aventura delirante, capaz de comprometer o destino do país e o elemento mais valioso dos regimes democráticos — a soberania popular" (leia aqui).

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email