Senador diz que escondeu dinheiro na cueca ‘em um ato de impulso’ (vídeo)

O senador Chico Rodrigues ainda disse que o dinheiro era para pagar funcionários que trabalham com ele e não dinheiro de corrupção

Chico Rodrigues
Chico Rodrigues (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ex-vice líder no Senado do governo de Jair Bolsonaro, Chico Rodrigues, que foi flagrado pela Polícia Federal (PF) com mais de R$ 30 mil escondidos na cueca, disse que enfiou o dinheiro entre as nádegas “em um ato de impulso”, em vídeo divulgado pelo senador nas redes sociais.

“Nunca tinha sido acordado pela polícia. Acordei em meio a pessoas estranhas no meio quarto”, afirmou. O senador ainda disse que o dinheiro era para pagar funcionários que trabalham com ele. 

“Em um ato de impulso, protegi o dinheiro do pagamento das pessoas que trabalham comigo. Se levassem esse dinheiro, ninguém iria receber nesta semana. Não é dinheiro de corrupção”, disse.

Sobre seu silêncio até o momento, ele afirmou que ainda não havia se pronunciado por estar “sem forças”. “Só consegui falar agora, porque estava sem forças e ainda estou”, disse.

“Fui massacrado pelo meu silêncio. Fui ridicularizado, fui humilhado. Jamais desviaria dinheiro público. Fiquei sem chão ao ser acusado de ser chefe de uma organização criminosa”, continuou.

“Nenhum centavo dessas emendas que me acusam ter desviado foi empenhado, licitado ou outra coisa que o valha”, declarou. “Permitam-me, ao menos, me explicar. Não me condenem previamente. O próprio inquérito revela que eu não cometi nenhum crime. Não tem processo, não teve julgamento, não teve condenação, não teve nada, e eu ainda sou execrado dessa forma e não me ouvem”, argumentou.

“Foi condenado por ter guardado meu próprio dinheiro. Por trás desse broche de senador, há um senador. Que deus ilumine os homens, que me julguem de maneira sábia. Essa é verdade. Deixo na mão de Deus”, concluiu.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247