Senador Fabiano Contarato enquadra Moro e expõe seus crimes em processos

“Se eu tivesse contato por WhatsApp com advogado de contra quem instaurei inquérito, acho que sairia preso da delegacia do qual era titular”, falou disse o senador capixaba ao ministro Sérgio Moro. Assista

Comissão de Meio Ambiente (CMA) realiza audiência pública interativa para debater o tema "Desertificação: balanço das políticas para melhor uso do solo brasileiro". \r\rÀ bancada, em pronunciamento, senador Fabiano Contarato (Rede-ES).\r\rFoto: Jane de Araújo/Agência Senado
Comissão de Meio Ambiente (CMA) realiza audiência pública interativa para debater o tema "Desertificação: balanço das políticas para melhor uso do solo brasileiro". \r\rÀ bancada, em pronunciamento, senador Fabiano Contarato (Rede-ES).\r\rFoto: Jane de Araújo/Agência Senado (Foto: Jane de Araújo)

247 - Um dos momentos mais marcantes do depoimento do ministro Sérgio Moro ao Senado nesta quarta-feira, 19, foi a enquadrada que ele levou do senador capixaba Fabiano Contarato (Rede). 

Delegado da Polícia Civil por mais de 20 anos e o primeiro senador da República assumidamente homossexual, que derrotou Magno Malta no Espírito Santo, mostrou diversos dispositivos legais violados por Sérgio Moro na condução dos processos da LAva Jato, após as revelações do The Intercept. 

“Se eu tivesse contato por WhatsApp com advogado de contra quem instaurei inquérito, acho que sairia preso da delegacia do qual era titular”, falou.

Assista:


Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247