Símbolo do centrão e da corrupção, Roberto Jefferson convoca, armado, o golpe de Bolsonaro

Com um fuzil na mão, o ex-parlamentar pregou a troca de 11 ministros do STF no dia em que grupos fascistas pretendem invadir a suprema corte; em tese, Jefferson pode ser preso por incitação ao terrorismo

(Foto: Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O líder informal do chamado centrão, o ex-deputado Roberto Jefferson, faz uma convocação para o golpe de Jair Bolsonaro. Ele prega o combate ao comunismo, o fechamento do STF e da Globo. 

"Bolsonaro, para atender o povo e tomar as rédeas do governo, precisa de duas atitudes inadiáveis: demitir e substituir os 11 ministros do STF, herança maldita. Precisa cassar, agora, todas as concessões de rádio e TV das empresas concessionárias GLOBO. Se não fizer, cai. Bolsonaro foi eleito com a promessa de se alinhar com os países, que professam nossa cultura judaico cristã, em defesa da família, da democracia e da liberdade. Não conseguiu expulsar os diplomatas venezuelanos, representantes de uma ditadura tirana. O STF o impediu, torpemente. Bolsonaro venceu a eleição com a promessa de defender a família cristã,  dos ataques feitos pelos sodomitas, autores e diretores das novelas inspiradas em Sodoma e Gomorra, pela Rede Globo de TV. Foi impedido, não conseguiu. Bolsonaro é alvo de campanha infamante pela Globo", escreveu o político, que também posou armado:


O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247