Maioria do STF decide por fixação de tese sobre anulação de sentenças da Lava Jato

Ministro Alexandre de Moraes abriu dissidência e foi acompanhado por Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello, mas foram vencidos. Outros oito ministros votaram a favor de o Supremo elaborar uma tese para orientar juízes de outros tribunais com base no que foi decidido nesta quarta-feira 2

Ministro do STF Alexandre de Moraes
Ministro do STF Alexandre de Moraes (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após julgamento que decidiu nesta tarde, por 7 votos a 4, a favor da tese que pode resultar na anulação de sentenças da Operação Lava Jato, os ministros do Supremo Tribunal Federal decidiram nesta quarta-feira 2, por maioria (8x3), apoiar a criação de uma tese pelo STF a fim de orientar juízes de outros tribunais com base no que foi decidido nesta tarde.

O ministro Alexandre de Moraes abriu dissidência - contra a elaboração da tese - e foi acompanhado por Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello, mas os três foram vencidos.

Dias Toffoli, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Celso de Mello e Gilmar Mendes votaram a favor da fixação da tese.

O presidente da Corte, Dias Toffoli, suspendeu a sessão e a conclusão do caso ficou para esta quinta-feira 3.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247