STF contrata escritório de arquitetura sem licitação por R$ 240 mil

O STF contratou, sem licitação, o escritório de Paulo Mendes da Rocha, mais destacado arquiteto brasileiro da atualidade, por R$ 240 mil. O objetivo é fazer um estudo preliminar para reforma do museu da instituição, que guarda togas e chapéus de ex-ministros, cadeiras antigas, manuscritos e processos históricos

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Forum - O Supremo Tribunal Federal (STF) contratou, sem licitação, o escritório de Paulo Mendes da Rocha, mais destacado arquiteto brasileiro da atualidade, por R$ 240 mil. O objetivo é fazer um estudo preliminar para reforma do museu da instituição, que guarda togas e chapéus de ex-ministros, cadeiras antigas, manuscritos e processos históricos. A justificativa do STF para contratação do escritório de Rocha sem licitação foi por conta de sua notória especialização. O órgão alegou que ele foi chamado para elaborar apenas um estudo “conceitual”. O projeto executivo para a obra demandará recursos adicionais.

O Supremo não informou o custo total das obras do museu. “As estimativas de custos só serão definidas quando o projeto for finalizado e aprovado pelo STF”, afirmou o Tribunal, em nota. Procurado, o arquiteto não respondeu.

Leia a íntegra na Revista Forum 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email