STF: Fachin vota para tornar racismo crime imprescritível

A Corte julga caso de uma idosa condenada em 2013, por injúria racial, a um ano de reclusão. Até agora o processo não transitou em julgado e a acusada pediu para a punição ser extinta pela demora na resolução final

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou a favor de tornar imprescritível o crime de injúria racial, assim como o crime de racismo, nesta quinta-feira, 26.

A Corte julga caso de uma idosa condenada em 2013, por injúria racial, a um ano de reclusão. Até agora o processo não transitou em julgado e a acusada pediu para a punição ser extinta pela demora na resolução final

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido e ela recorreu ao Supremo, que julga o caso. Fachin votou contra, mas o julgamento foi suspenso e deverá ser retomado na próxima quarta-feira, 2, com os votos dos demais ministros.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247