“Temer venceu com um gol de mão”, diz Cristovam

Senador Cristovam Buarque (PPS-DF), que apoiou o golpe que alçou Michel Temer à presidência, disse Michel Temer precisa ter a modéstia de reconhecer que ganhou apenas um fôlego no poder com a anistia ao crime de corrupção passiva outorgada a ele pela Câmara; "Mesmo com a mão, ele venceu politicamente e, provavelmente, vai sobreviver até o final de 2018. O que a gente precisa, Temer, é que o senhor ajude o Brasil a sobreviver também", disse

cristovam buarque 
cristovam buarque  (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Senado - A decisão do Plenário da Câmara dos Deputados, na noite de quarta-feira (2), de rejeitar o pedido da Procuradoria-Geral da República de abertura de processo por crime comum contra o presidente da República, Michel Temer, foi uma vitória, mas com um "gol de mão", avaliou nesta quinta-feira (3) o senador Cristovam Buarque (PPS-DF).

Para o parlamentar, o presidente precisa ter a modéstia de reconhecer que ganhou apenas um fôlego no poder e, assim, buscar soluções para a crise do país.

— Mesmo com a mão, ele venceu politicamente e, provavelmente, vai sobreviver até o final de 2018. O que a gente precisa, Temer, é que o senhor ajude o Brasil a sobreviver também — disse.

Cristovam sugere que Temer busque adquirir credibilidade junto à opinião pública para dar prosseguimento às reformas necessárias para o país retomar o crescimento. Os primeiros passos segundo o senador são remontar seu ministério e mudar a maneira de se relacionar com o Congresso, acabando com a compra de votos por meio de emendas parlamentares e influência. Para o senador, é preciso definir prioridades.

— O Brasil está amarrado: Problemas de saúde, educação e de violência. Não adianta ficar dizendo que não tem dinheiro. É preciso dizer o que fazer sem dinheiro. Como fazer as coisas com menos dinheiro — sugeriu.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247