Teori manda ação contra Lula para 1ª instância

Contrariando o parecer do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki, relator da Lava Jato, decidiu mandar para a Justiça do Distrito Federal a denúncia de que o ex-presidente Lula tentou comprar o silêncio e evitar a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró; acusação tem como base a delação do ex-senador Delcídio Amaral, que também é acusado de obstruir a investigação; outros denunciados são o banqueiro André Esteves, o ex-chefe de gabinete de Delcídio, Diogo Ferreira, e o advogado Edson Ribeiro

Contrariando o parecer do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki, relator da Lava Jato, decidiu mandar para a Justiça do Distrito Federal a denúncia de que o ex-presidente Lula tentou comprar o silêncio e evitar a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró; acusação tem como base a delação do ex-senador Delcídio Amaral, que também é acusado de obstruir a investigação; outros denunciados são o banqueiro André Esteves, o ex-chefe de gabinete de Delcídio, Diogo Ferreira, e o advogado Edson Ribeiro
Contrariando o parecer do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki, relator da Lava Jato, decidiu mandar para a Justiça do Distrito Federal a denúncia de que o ex-presidente Lula tentou comprar o silêncio e evitar a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró; acusação tem como base a delação do ex-senador Delcídio Amaral, que também é acusado de obstruir a investigação; outros denunciados são o banqueiro André Esteves, o ex-chefe de gabinete de Delcídio, Diogo Ferreira, e o advogado Edson Ribeiro (Foto: Gisele Federicce)

247 - Contrariando o parecer do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki, relator da Lava Jato, decidiu mandar denúncia contra o ex-presidente Lula para a Justiça do Distrito Federal.

Lula é acusado de tentar comprar o silêncio e evitar a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. A acusação tem como base a delação do senador cassado Delcídio Amaral, que também é acusado de obstruir a investigação.

Na decisão, Zavascki entendeu que o processo deve ser remetido para a Seção Judiciária de Brasília porque a suposta tentativa de embaraçar as investigações ocorreu em Brasília. Além disso, o ministro entendeu que outro inquérito que envolve os acusados tramita na Corte.

Outros denunciados nesse caso são o banqueiro André Esteves, o ex-chefe de gabinete de Delcídio, Diogo Ferreira, e o advogado Edson Ribeiro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247