Thais Oyama diz que Bolsonaro não reverteu a demissão de Moro

A jornalista Thais Oyama afirma que o clima em Brasília ainda é tenso e mais propenso ao fim do ciclo de Sergio Moro no governo Bolsonaro. Ela relata que Bolsonaro não abre mão de demitir o atual diretor da Polícia Federal e que o ex-capitão está disposto a pagar para ver

(Foto: Editora 247 | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A jornalista Thais Oyama relata um clima ainda muito tensionado no Planalto depois do anúncio da demissão de Sergio Moro. Diz a jornalista que Bolsonaro não abrirá mão de exonerar o atual diretor da Polícia Federal. Para ela, embora os militares venham pôr panos quentes, Bolsonaro não ‘responde’ mais a pressões e recomendações da caserna. 

Em reportagem para o portal Uol, Oyama narra com ares dramáticos o momento: “o clima é de pessimismo no Palácio do Planalto. Os generais tentam saídas para evitar a demissão do ministro da Justiça, Sérgio Moro. Uma delas passaria pelo afastamento de Maurício Valeixo "mais para frente", e sua substituição por um nome de consenso entre o presidente e o ministro.”

A jornalista prossegue: “ocorre que Bolsonaro não apenas quer a saída do atual diretor da Polícia Federal como insiste em nomear para o seu lugar o delegado Alexandre Ramagem, atual diretor da Abin. Já Sérgio Moro dá mostras de que poderia até aceitar a demissão de Valeixo, mas não engolirá um substituto que não seja indicado por ele.”

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247