Toffoli adia decisão que pode enterrar Lava Jato e prevê análise junto com 2ª instância

O ministro Antonio Dias Toffoli, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), adiou a discussão sobre possíveis restrições à abrangência da tese que abre forte precedente para anular sentenças da Lava Jato. Em conversas com ministros depois do julgamento desta quarta-feira (2), Toffoli deu a entender que o debate só deve ser retomado na segunda quinzena de outubro

Por que a decisão de Dias Toffoli é ilegal?
Por que a decisão de Dias Toffoli é ilegal?
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ministro Antonio Dias Toffoli, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), adiou a discussão sobre possíveis restrições à abrangência da tese que abre forte precedente para anular sentenças da Lava Jato. Em conversas com ministros depois do julgamento desta quarta-feira (2), Toffoli deu a entender que o debate só deve ser retomado na segunda quinzena de outubro. 

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "a intenção do presidente é levar o tema ao plenário do Supremo no mesmo dia em que pautar o debate das ações que questionam a constitucionalidade da prisão após condenação em segunda instância, uma das principais bandeiras da Lava Jato."

A matéria ainda acrescenta que "ao pautar os dois temas simultaneamente, Toffoli faz um gesto à ala da corte que se posicionou contrária à possibilidade de se definir quais casos serão afetados pelo novo entendimento do Supremo sobre os prazos de alegações finais."

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email