Treta no STF: Fux critica seus colegas e é enquadrado por Marco Aurélio Mello

Em entrevista a Veja, o novo presidente Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, criticou o voto de seus colegas no tema da prisão em segunda instância, que prometeu retomar, e foi corrigido publicamente por Marco Aurélio

www.brasil247.com - Marco Aurélio e Luiz Fux
Marco Aurélio e Luiz Fux (Foto: STF)


247 - O novo presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, disse, em entrevista às páginas amarelas de Veja que irá retomar o tema da prisão em segunda instância, discussão em que foi derrotado, e que os votos de seus colegas foram de “baixa densidade jurídica”. 

Diante deste ataque, um de seus colegas, Marco Aurélio Mello, fez questão de reagir publicamente, enviando seu voto a Fux, para que ele se desse conta da densidade jurídica de sua posição. Abaixo, reportagem do site jurídico Migalhas a respeito da treta no STF:

Em entrevista para as páginas amarelas da Revista Veja, o novo presidente do STF Luiz Fux elogiou a Lava Jato, criticou o excesso de julgamento de habeas-corpus pelo Supremo e afirmou que as discussões a respeito da condenação em segunda instância devem ser retomadas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sobre este último assunto, o ministro afirmou que a presunção de inocência não tem relação com a prisão em segunda instância. Fux foi um dos votos vencidos quando o STF mudou o entendimento e voltou a proibir a possibilidade de prisão após condenação em 2ª instância.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na entrevista, Fux afirma que a jurisprudência que se firmou é de "baixa densidade jurídica" e que a Corte "não está em paz sobre esse tema e mais dia, menos dia, teremos um novo encontro com essa questão".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após as declarações do novo presidente do Supremo, o relator do julgamento sobre o tema, ministro Marco Aurélio, mandou um ofício ao Fux, encaminhando o voto proferido, a emenda e a ata de julgamento alusivos às ações declaratórias de constitucionalidade  43, 44 e 54.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email