UnB terá R$ 15 milhões da Eletronorte para pesquisa

Valor representa retomada da parceria entre a empresa de energia e a universidade. Juntas, as duas instituies j realizaram 38 projetos



✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

UnB Agência – A parceria é estratégica tanto para a universidade, que melhora sua estrutura e financia pesquisas inovadoras, quanto para a Eletronorte, que utiliza as inovações na geração de energia em áreas prioritárias para o desenvolvimento sustentável.

Com a parceria, a UnB capacitou estudantes, melhorou laboratórios e desenvolveu grandes projetos em energia hidrelétrica, energias renováveis e integridade da estrutura de transmissão. O processo envolveu cerca de 40 professores e 150 alunos. "Esse tipo de relação é a essência do trabalho da universidade pública, que dessa maneira dá retorno acadêmico à sociedade", disse o decano de Administração e Finanças, Eduardo Raupp.

Segundo Josias, cerca de 0,4% das receitas da Eletronorte podem ser aplicadas em pesquisa por ano, um valor próximo a R$ 15 milhões. Mas devido às pendências acumuladas desde 2010, quando a Eletronorte teve problemas burocráticos com a liberação de verbas, restam cerca de R$ 50 milhões para serem investidos. "A função da Finatec é primordial", disse Antônio Brasil.

continua após o anúncio

Para o professor, o profissionalismo das fundações é crucial na mediação e gestão desses projetos. "É para isso que as fundações de apoio foram criadas", explica. "O objetivo é ser instrumento de mediação com as empresas e dar visibilidade para o conhecimento produzido dentro da UnB", explicou Julia Abrahão, presidente da Finatec.

A Universidade de Brasília e a Eletronorte vão realizar nove projetos de pesquisa em conjunto no próximo ano. Em café da manhã promovido pela Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec), nesta quarta-feira 7, foram apresentados números sobre o futuro da relação, praticamente parada desde 2010, e que volta com força total.

continua após o anúncio

O objetivo é que sete projetos sejam iniciados em 2012, um aumento de 250% em relação a 2011, quando apenas dois foram colocados em execução. O valor total do investimento será de R$ 15 milhões e todos os projetos serão feitos com mediação e gestão da Finatec. "O papel da universidade evoluiu e queremos aprofundar a parceria nas pesquisas aplicadas", disse Josias Matos de Araújo, presidente da Eletronorte.

Em 30 anos, a UnB e a empresa de eletricidade realizaram 38 pesquisas em áreas que priorizam energia limpa e desenvolvimento sustentável da Amazônia. "A UnB tem interesse em fazer parte desses desafios de desenvolvimento e esses recursos são de vital importância", comentou o diretor da Faculdade de Tecnologia, Antônio Brasil.

continua após o anúncio

 

 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247