Após país atingir 500 mil mortes, Dino decreta 3 dias de luto no Maranhão: "o mal não pode ser banalizado”

“Todas as vidas são sagradas e o mal não pode ser banalizado. Minha solidariedade às famílias brasileiras”, declarou Dino

Governador Flávio Dino (PCdoB-MA)
Governador Flávio Dino (PCdoB-MA) (Foto: SECAP - Secretaria de Estado de Comunicação Social e Assuntos Políticos do Maranhão)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador do Maranhão, Flávio Dino, usou suas redes sociais para lamentar as 500 mil vítimas da Covid-19 no Brasil. Logo após a imprensa divulgar os números oficiais, o chefe do executivo maranhense declarou  3 dias de luto no estado. 

"Estou decretando hoje LUTO OFICIAL de 3 dias, no âmbito do Maranhão, em face da enorme tragédia representada por 500.000 mortes por coronavírus no Brasil. Todas as vidas são sagradas e o mal não pode ser banalizado. Minha solidariedade às famílias brasileiras", disse. 


 

PUBLICIDADE

 Saiba mais 

Com um governo negacionista e vacinação atrasada, o Brasil atingiu neste sábado (19) a marca de 500 mil mortes por covid-19. Foram 1.401 mortes desde as 20h de sexta-feira (18), o que levou o total de óbitos a 500.022. Os dados foram coletados pelo consórcio de veículos de imprensa, junto às secretarias estaduais de Saúde.

PUBLICIDADE

Segundo reportagem do portal UOL, o país ultrapassou os 500 mil mortos apenas 50 dias depois de chegar à marca de 400 mil e cerca de 15 meses após a confirmação da primeira morte pela doença.

O Brasil demorou 144 dias para chegar aos 100 mil mortos, depois 152 até às 200 mil vítimas, em 7 de janeiro deste ano. Após isso, o intervalo foi diminuindo. Foram 76 até as 300 mil mortes e apenas 36 para contabilizar mais 100 mil e atingir os 400 mil óbitos. O pico de mortes por covid-19 em um único dia no Brasil é 4.249, registrado em 8 de abril.

Inscreva-se na TV 247, seja membro e assista ao nosso boletim sobre o tema:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email