Camilo Santana anuncia apoio a Sarto em Fortaleza contra Capitão Wagner

O governador do Ceará disse que o candidato bolsonarista Capitão Wagner é o "candidato do ódio". "Usou a política da violência para buscar atingir os seus objetivos pessoais", afirmou

Governador do Ceará Camilo Santana
Governador do Ceará Camilo Santana (Foto: José Wagner)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou nesta segunda-feira (16) que irá apoiar o candidato Sarto Nogueira (PDT) no segundo turno das eleições em Fortaleza, contra o candidato bolsonarista Capitão Wagner (Pros). 

"Eu tenho a certeza e a garantia de que o Sarto representa o melhor para Fortaleza, e o meu desejo era conclamar a todos que querem o bem de Fortaleza, a todos os candidatos que fizeram parte do primeiro turno, a todos os partidos a se somarem à candidatura do Sarto no segundo turno", afirmou Santana durante entrevista coletiva. 

Camilo Santana disse também que Capitão Wagner é o "candidato do ódio" na capital cearense. "Eu que vivi e vivenciei o problema este ano, sei o quanto isso representou para os cearense. É o candidato que usou a política da violência para buscar atingir os seus objetivos pessoais. E isso tenho procurado combater insistentemente", ressaltou.

Sobre o primeiro turno, Camilo justificou que não entrou na campanha de nenhum candidato porque tinha dois aliados na disputa. "Eu tenho uma parceria administrativa e política com o PDT e respeito a candidatura do meu partido, que é a da Luizianne", afirmou. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email