Casa onde morou Aluísio Azevedo pode virar estacionamento

Um texto assinado pelo vice-presidente do instituto e professor de História Euges Lima, publicado no blog do instituto, explica que a postagem foi um meio encontrado pelo IHGM para iniciar um movimento para reverter à situação. Ele critica o fato da casa ainda pertencer a particulares e nunca ter se transformado em um museu; no mirante do imóvel Aluisio Azevedo escreveu a obra “O Mulato”

Um texto assinado pelo vice-presidente do instituto e professor de História Euges Lima, publicado no blog do instituto, explica que a postagem foi um meio encontrado pelo IHGM para iniciar um movimento para reverter à situação. Ele critica o fato da casa ainda pertencer a particulares e nunca ter se transformado em um museu; no mirante do imóvel Aluisio Azevedo escreveu a obra “O Mulato”
Um texto assinado pelo vice-presidente do instituto e professor de História Euges Lima, publicado no blog do instituto, explica que a postagem foi um meio encontrado pelo IHGM para iniciar um movimento para reverter à situação. Ele critica o fato da casa ainda pertencer a particulares e nunca ter se transformado em um museu; no mirante do imóvel Aluisio Azevedo escreveu a obra “O Mulato” (Foto: Itevaldo Junior)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Maranhão 247 - O sobrado onde morou o escritor Aluísio Azevedo em São Luís pode virar um estacionamento, segundo denúncia feita pelo Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (IHGM) na página da instituição no Facebook. O texto diz o seguinte:

"Veja o estado de deterioração que se encontra a casa onde residiu o escritor Aluísio Azevedo, fundador do naturalismo no Brasil e autor de vários obras clássicas da nossa literatura. Nesse mirante ele escreveu 'O Mulato'. A casa está localizada à Rua do Sol, Centro, São Luís - Maranhão. Segundo informações, colhidas no local, está sendo preparada para funcionar um estacionamento de carros".

Um texto assinado pelo vice-presidente do instituto e professor de História Euges Lima, publicado no blog do instituto, explica que a postagem foi um meio encontrado pelo IHGM para iniciar um movimento para reverter à situação. Ele critica o fato da casa ainda pertencer a particulares e nunca ter se transformado em um museu.

"Além do atual estado avançado de deterioração do imóvel, existe ainda a suspeita de que a casa estaria sendo preparada para em breve servir de estacionamento, prática que vem ocorrendo sistemática nos últimos anos no Centro de São Luís, onde casarões, moradas inteiras e meias moradas de propriedade de particulares vão sendo demolidas ou desfiguradas para dar lugar a estacionamentos e nada é feito pelos órgãos 'responsáveis'. Será que a casa onde Aluísio Azevedo escreveu “O Mulato” também terá o mesmo fim?", acrescenta.

A casa fica localizada na Rua do Sol, na esquina com a Rua da Mangueira, no Centro Histórico da capital maranhense. A morada, segundo o IHGM, fica em meio ao conjunto histórico e arquitetônico intitulado como Patrimônio Histórico e Cultura da Humanidade pela Unesco há 17 anos.

O maranhense Aluísio Azevedo é considerado um dos maiores escritores do realismo e naturalismo brasileiro, autor de clássicos da literatura como 'O Mulato' e 'O Cortiço'. Nascido em São Luís, foi na capital maranhense que ele escreveu parte de suas obras.

De acordo com a Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que informou que a área está sob a custódia do Departamento de Patrimônio Histórico Artístico e Paisagístico da Secretaria de Cultura do Maranhão, órgão vinculado a Secretaria Estadual de Cultura (Secma). O Iphan esclareceu ainda que todos os estacionamentos que funcionavam em áreas federais já foram fechados e acionados judicialmente.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email