Comissão de refinarias ouvirá presidente da ANP

Comissão Externa da Câmara Federal que apura as circunstâncias de desistência da Petrobras em construir duas refinarias, uma no Maranhão e outra no Cerará, vai ouvir na próxima quarta-feira (11) a diretora-presidente da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP), Magda Chambriard; segundo a coordenadora do grupo, Eliziane Gama (PPS-MA), as diligências são fundamentais para esclarecimento dos impactos causados pelo cancelamento dos dois projetos "que causou prejuízos enorme à região Nordeste"

Comissão Externa da Câmara Federal que apura as circunstâncias de desistência da Petrobras em construir duas refinarias, uma no Maranhão e outra no Cerará, vai ouvir na próxima quarta-feira (11) a diretora-presidente da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP), Magda Chambriard; segundo a coordenadora do grupo, Eliziane Gama (PPS-MA), as diligências são fundamentais para esclarecimento dos impactos causados pelo cancelamento dos dois projetos "que causou prejuízos enorme à região Nordeste"
Comissão Externa da Câmara Federal que apura as circunstâncias de desistência da Petrobras em construir duas refinarias, uma no Maranhão e outra no Cerará, vai ouvir na próxima quarta-feira (11) a diretora-presidente da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP), Magda Chambriard; segundo a coordenadora do grupo, Eliziane Gama (PPS-MA), as diligências são fundamentais para esclarecimento dos impactos causados pelo cancelamento dos dois projetos "que causou prejuízos enorme à região Nordeste" (Foto: Leonardo Lucena)

Maranhão 247 - A Comissão Externa da Câmara Federal que apura as circunstâncias de desistência da Petrobras em construir duas refinarias, uma no Maranhão e outra no Cerará, vai ouvir na próxima quarta-feira (11) a diretora-presidente da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP), Magda Chambriard.

Integrantes da comissão aprovaram, na última quarta-feira (4), a visita às Assembleias Legislativas do Maranhão e do Ceará para a realização de audiências públicas sobre os dois projetos.

Segundo a coordenadora do grupo, Eliziane Gama (PPS-MA), as diligências são fundamentais para esclarecimento dos impactos causados pela decisão da estatal de extinguir o projeto para erguer o empreendimento naquelas localizações.

“Precisamos de informações efetivas para cobrar a responsabilidade de cada um sobre o cancelamento destes dois projetos que causou prejuízos enormes à região Nordeste. A comissão externa também vai compartilhar com a CPI da Petrobras dados que forem colhidos durante este nosso trabalho”, disse Eliziane, de acordo com o Blog do Ronaldo Rocha.

A Petrobras chegou a gastar R$ 2,1 bilhões apenas em terraplanagem e adaptações viárias, mas cancelou em janeiro a continuação das obras.

Conheça a TV 247

Mais de Nordeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247