Deputado e pastor terá que se retratar com Daniela Mercury por homofobia

O deputado federal Pastor Sargento Isidório (AVANTE-BA) ofendeu a cantora Daniela Mercury por ela ter criticado a censura à peça “O Evangelho segundo Jesus Rainha do Céu”, na qual Jesus é interpretado por uma atriz trans. O parlamentar chamou a artista de “escrava de satanás”, “puta” e “endemoniada”

247 - O Fórum Criminal de Salvador, na Bahia, decidiu nesta sexta-feira (9) que o deputado federal Pastor Sargento Isidório (AVANTE-BA) deverá reconhecer publicamente o erro de gravar um vídeo pró-homofobia contra a cantora Daniela Mercury. Na audiência também ficiou decidido que ele terá de retirar o vídeo das redes sociais e publicar um pedido de desculpas à artista.

O congressista ofendeu ela por ter criticado a censura à peça “O Evangelho segundo Jesus Rainha do Céu”, na qual Jesus é interpretado por uma atriz trans. Isidório chama a candora de “escrava de satanás”, “puta”, “endemoniada”, de acordo com o jornal O Dia.

O parlamentar terá de pagar 25% do salário de deputado durante cinco meses a duas instituições escolhidas durante a audiência: o Instituto Nice de Apoio a Mulheres Travestis e Transsexuais e o Hospital Martagão Gesteira, que trata crianças com câncer.

À Universa, Daniela disse que essa é uma vitória importante para os direitos humanos e pela liberdade de expressão artística: “Me sinto feliz de ter deixado claro quem eu sou como militante e defensora da democracia. Esse pedido de desculpas me faz acreditar na manutenção dos nossos direitos constitucionais”.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247