Dino: 'denúncia sobre grampo ilegal é falsa'

Governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B) rebateu as acusações da oposição sobre suposto uso do Sistema Guardião para monitorar deputados, inclusive governistas, com grampos ilegais; "A nossa orientação é que sejam investigados os casos relacionados ao tráfico, roubo, homicídios e corrupção que estejam formalizados na polícia ou no Poder Judiciário, com a condução do Ministério Público. Portanto não procede, é absolutamente falso qualquer tipo de visão segundo a qual estamos utilizando o aparato policial fora daquilo que a lei manda", disse ele

Governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B) rebateu as acusações da oposição sobre suposto uso do Sistema Guardião para monitorar deputados, inclusive governistas, com grampos ilegais; "A nossa orientação é que sejam investigados os casos relacionados ao tráfico, roubo, homicídios e corrupção que estejam formalizados na polícia ou no Poder Judiciário, com a condução do Ministério Público. Portanto não procede, é absolutamente falso qualquer tipo de visão segundo a qual estamos utilizando o aparato policial fora daquilo que a lei manda", disse ele
Governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B) rebateu as acusações da oposição sobre suposto uso do Sistema Guardião para monitorar deputados, inclusive governistas, com grampos ilegais; "A nossa orientação é que sejam investigados os casos relacionados ao tráfico, roubo, homicídios e corrupção que estejam formalizados na polícia ou no Poder Judiciário, com a condução do Ministério Público. Portanto não procede, é absolutamente falso qualquer tipo de visão segundo a qual estamos utilizando o aparato policial fora daquilo que a lei manda", disse ele (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Maranhão 247 - O governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), rebateu as acusações da oposição sobre suposto uso do Sistema Guardião para monitorar deputados, inclusive governistas, com grampos ilegais.

"A nossa orientação é que sejam investigados os casos relacionados ao tráfico, roubo, homicídios e corrupção que estejam formalizados na polícia ou no Poder Judiciário, com a condução do Ministério Público. Portanto não procede, é absolutamente falso qualquer tipo de visão segundo a qual estamos utilizando o aparato policial fora daquilo que a lei manda", disse ele, após participar, nesta quinta-feira (22), da abertura do Fórum do Parlamento Amazônico, no plenário da Assembleia Legislativa.

De acordo com o chefe do executivo maranhense "se há políticos envolvidos em casos previstos na Legislação penal, esses casos devem ser apurados de acordo com a Lei".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email