Dino: Imaginemos um ministro do STF entrar em uma reunião de generais para orientá-los

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), criticou a interferência de “poucos generais” em julgamentos do Supremo Tribunal Federal (STF). “Imaginemos um ministro do Supremo entrando em uma reunião de generais e pretendendo orientá-los sobre estratégias, táticas e uso de armamentos”, escreveu o chefe do Executivo maranhense no Twitter

247 - O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), criticou a interferência de “poucos generais” em julgamentos do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Imaginemos um ministro do Supremo entrando em uma reunião de generais e pretendendo orientá-los sobre estratégias, táticas e uso de armamentos. Por simetria, é o que está ocorrendo quando alguns poucos generais resolvem interferir em julgamento no Supremo”, escreveu o chefe do Executivo maranhense no Twitter.

O governador fez referência aos generais Villas Bôas. No Twitter, o militar, chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), afirmou ser "preciso manter a energia que nos move em direção à paz social, sob pena de que o povo brasileiro venha a cair outra vez no desalento e na eventual convulsão social".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247