Estudo aponta primeira morte por recorrência de Covid-19 em Sergipe

Um farmacêutico sergipano de 44 anos faleceu devido a uma recorrência de Covid-19, em Aracaju (SE)

Recorrência da Covid-19 em pacientes preocupa autoridades médicas em Sergipe
Recorrência da Covid-19 em pacientes preocupa autoridades médicas em Sergipe (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um farmacêutico sergipano de 44 anos faleceu devido a uma recorrência de Covid-19, em Aracaju (SE), sendo o primeiro caso documentado do tipo causado pela doença no País. Autoridades médicas não souberam se a morte foi consequência de uma reinfecção ou de uma recidiva (quando o vírus de uma mesma infecção volta a atacar o corpo). 

O estudo confirmando o óbito foi publicado por pesquisadores na última sexta-feira (12) no Journal of Infection. O texto trouxe o relato de 32 casos de recorrência da doença entre pacientes que atuaram como profissionais de saúde no estado. 

Também foi relatado um caso comprovado de reinfecção por linhagens diferentes no Brasil, ocorrido em julho de 2020, que seria o primeiro do país. Oficialmente, o primeiro caso registrado até então pelo Ministério da Saúde de reinfecção ocorreu em 23 outubro de 2020 em uma médica do Rio Grande do Norte.

A publicação foi assinada pesquisadores da Universidade Federal de Sergipe (UFS) em parceria com oito instituições.

De acordo com o portal Uol, o paciente que morreu trabalhava em um hospital de urgência de Aracaju e teve o primeiro teste positivo no dia 8 de maio de 2020. Voltou às suas funções normais, após nove ias de sintomas leves e sem necessidade de internação.

Um mês depois, ele voltou a apresentar sintomas de covid-19. No dia 13 de junho, mais um teste deu positivo. Morreu no dia 2 de julho.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email