Fechamento da Ford "sangra a Bahia" e é "efeito Guedes" na economia, critica deputado Jorge Solla

Deputado federal Jorge Solla (PT-BA) credita à política industrial do ministro da Economia, Paulo Guedes, o fechamento da Ford na Bahia e o fim das atividades no Brasil

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado federal Jorge Solla (PT-BA) creditou, em nota publicada nesta segunda-feira (11), à política industrial do ministro da Economia, Paulo Guedes, o fechamento da Ford na Bahia e o fim das atividades no Brasil.

“É o resultado da estupidez intelectual de Guedes e sua equipe, estagnados no ultrapassado receituário neoliberal da década de 70. Num cenário de depressão econômica, em vez de políticas anticíclicas, eles apostaram em mais arrocho e nenhum investimento. Catalisaram ainda mais o ciclo vicioso de redução do consumo e, em consequência, redução da produção industrial. Indústrias fecham sem demanda, aumenta o desemprego e, em consequência, cai ainda mais o consumo de industrializados”, disse.

O petista destacou que o fim das atividades da Ford no Brasil não e fato isolado: a Mercedes-Benz já adotou a mesma medida e a Audi não garante continuidade no país.

“O governador Rui Costa está buscando alternativas junto a montadoras chinesas, em diálogo com players globais da indústria, porque a situação preocupa. São mais de 10 mil empregos diretos, a Ford representa 2% do PIB da Bahia, 1,7% da massa salarial do Estado e 10% da arrecadação de ICMS”, destacou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247